CRÍTICA LITERÁRIA

(clica nas capas dos livros para ler a análise)

ONZE TIPOS DE SOLIDÃO

RICHARD YATES

A partir da vida de empregados de escritório em Nova Iorque; de um taxista que ambiciona a imortalidade; de jovens romancistas frustrados; de professores desprezados pelos alunos; de homens do subúrbio e das suas mulheres deprimidas e negligenciadas, de aperitivos e martinis e bares de jazz sem glamour nenhum, Richard Yates constrói um mosaico assombroso dos anos 1950, período em que o sonho americano começava finalmente a concretizar-se e, em simultâneo, a revelar um grande vazio.
Publicado a seguir ao romance que consagrou Richard Yates - Revolutionary Road - o conjunto de onze histórias - ilustrando cada uma delas uma vertente desses Onze Tipos de Solidão - cria, para lá do retrato, uma forte atmosfera de alienação e desconexão social.


O JOGO DA MEIA-NOITE

RUI PÉRICLES

 Numa festa de Halloween, Gustavo sugere aos amigos que joguem o Jogo da Meia-Noite. As regras são simples: evitar o Homem da Meia-Noite e nunca - nunca - deixar que as velas se apaguem!
 Mas, quando a vela de Pedro se apaga e o Homem da Meia-Noite o apanha, este põe em prática o seu tenebroso feitiço: fazê-lo viver os seus maiores medos!
 Atreves-te a jogar?


O CORSÁRIO NEGRO 

EMÍLIO SALGARI

 O Corsário Negro é considerado a obra-prima do escritor italiano Emílio Salgari. A esta obra podemos também anexar a sua conclusão, A Rainha das Caraíbas.

 A escrita é muito simples e direta, longe das longas descrições ou parêntesis de Alexandre Dumas ou de Walter Scott, dois mestres no romance de aventuras.

 Salgari tem uma abordagem muito visual da narrativa, muito próxima da descrição cinematográfica. Decerto que daria um excelente argumentista e é esta particularidade que o diferencia.


AMOR COM AMOR SE MATA

RITA PINHO MATOS

Amor com Amor se Mata é um livro que se lê bem, com gosto e interesse.

 A autora, Rita Pinho Matos, usa e transforma as palavras de formas muito transcendentes e cativantes. Isto é, sabe transpor sentimentos para o papel. Há quem o faça com desenho, pintura, música, escultura, entre outros. A Rita faz isso com palavras em poesia.
 As ilustrações são um excelente apêndice para esta chama de sentimentos, na sua maioria com cores vibrantes e intensas.


BOLEIA ARRISCADA

STEPHEN KING

 Bem elaborados, estes 14 contos são autónomos, com destaque para temáticas de fantasia, terror e suspense, todos com fortes componentes psicológicas.

 Destaque para Tudo o que Amamos nos será Tirado, uma história que gira em torno dos escritos que estão grafitados nas casas de banho dos motéis das intermináveis estradas da América rural. Este é o cenário perfeito para a história de Alfie Zimmer, o protagonista.


STAR WARS: QUI-GON E OBI-WAN

Ryder Windham e Ramón F. Bachs

 Porque a banda desenhada também tem direito a este espaço literário, segue-se a análise a esta história precedente ao Episódio I da saga de Star Wars.

 O mestre jedi Qui-Gon Jinn e o seu jovem aprendiz Obi-Wan Kenobi viajam até um planeta distante e sem-lei para investigarem o desaparecimento de uma nave que transportava uma carga valiosa.

 Julga-se que a nave foi desviada para esse estranho lugar onde os jedis são tudo menos bem vindos.


O VISCONDE DE BRAGELONNE 

                                                             ALEXANDRE DUMAS

        BOLEIA ARRISCADA         Stephen King

        A ESFINGE VERMELHA        Alexandre Dumas

             PONTO ZERO             Rita Inzaghi