Crónicas
 

Cobra Kai é a continuação da famosa saga de O Momento da Verdade. Estreou no dia 3 de maio, em formato série. Como fã incondicional desta história, senti-me na obrigação de deixar a minha crítica a esta fabulosa produção televisiva.
Aqui fica tal como escrevi no IMDB.

Enquanto nos primórdios do cinema a literatura dominava temas e referências, nos dias de hoje a tendência é revisitar filmes do passado como processo criativo e concetual. Acrescento também de uma forma não oficial que há uma certa procura por nostalgia. O livro como fonte de criação e apropriação ainda tem peso significativo mas já começa a perder...

Hoje, mais de 80% dos filmes alimentam-se excessivamente da tecnologia. Não sou contra o uso de efeitos especiais mas acho que se está a perder a essência de contar uma boa história. Onde está o espírito de aventura de Indiana Jones?

Nós, contadores de histórias, temos que continuar a superar os limites em busca do impossível. Ninguém será lembrado por não arriscar. James Cameron

Para quem viveu ou cresceu nas décadas de 80 e 90, ser sócio de um clube de vídeo era perfeitamente banal. Era difícil adivinhar que os filmes iam estar à distância de um clique e que o ato de nos dirigirmos a um clube de vídeo estaria extinto nos anos vindouros.

Pleasantville, Viagem ao Passado (1998) narra a história de David (Tobey Maguire) e Jennifer (Reese Whiterspoon), dois irmãos que são teletransportados para o universo de uma série televisiva americana dos anos 50.

A Realidade Aumentada é a integração de elementos visuais com o mundo real. É interativa, monitorizada no momento e realizada em 3D. Escolhi uma aplicação para o livro Inferno de Dan Brown como exemplo de sucesso e relevante para o uso desta tecnologia.