Rolex e o cinema

05-03-2018

 Nós, contadores de histórias, temos que continuar a superar os limites em busca do impossível. Ninguém será lembrado por não arriscar. James Cameron

 James Cameron é um dos rostos da recente campanha de relógios Rolex que junta realizadores conceituados, tais como Martin Scorsese e Kathryn Bigelow. 

 De forma inteligente, a marca cria assim uma ponte entre o cinema e o relógio. É de conhecimento público que Cameron usa Rolex há já muitos anos e que é usual vermos esta marca nos pulsos dos personagens dos seus filmes.

 Cameron afirma que "são os detalhes que fazem grandes filmes, não apenas alguns detalhes, mas todos eles." Esta frase está perfeitamente justificada em Titanic, a obra-prima cinematográfica do realizador. 

 Independentemente da marca, o que pretendo destacar é o conceito inteligente e positivo desta campanha, capaz de unir estas personalidades da 7ª Arte, não só com o propósito de divulgação de um relógio mas também na partilha de algumas reflexões que considero relevantes e que podem ser aplicadas nos nossos objetivos. Não temos de estar necessariamente ligados à área do cinema para nos identificarmos com estas mensagens. Apesar de eu estar, a verdade é que tenho perfeita noção que as podemos aplicar no nosso quotidiano, sempre na esperança de alcançar um novo patamar.

 Francisco Sousa Faria da Silva © 2018